Poucas Palavras

 

Formada pela Universidade Federal de Medicina de Pernambuco, Especialidade em Pediatria e Neonatologia pela Sociedade Brasileira de Pediatria. Possuo larga experiência em Neonatologia, em recém nascidos.

Possuo vasta experiência na atuação em ambulatórios, pronto-socorros e clinicas particulares, tendo amplo conhecimento no atendimento a recém nascidos, crianças e adolescentes. Fui responsável por Hospital e Clínica Particular como única pediatra e berçarista por vários anos. Trabalhei em Pronto Socorro atendendo as emergências, casos graves e pequenas cirurgias.

E na medicina homeopática, atendo crianças e adultos  desde 1991.

Atualmente trabalho para o município e em clínica particular.

Idiomas

Telemedicina

         #Pediatria

#Neonatologia

#Homeopatia

Adultos e Crianças

● Sintomas do Coronavírus

● Alergias
● Doenças respiratórias

● Sinusites

● Rinites
● Infecções de ouvido
● Infecções de garganta
● Refluxo
● Gripe e resfriado

● Introdução Alimentar 

● Acompanhamento Crescimento
● Depressao Adulto e infantil
● Ansiedade
● Medos e Fobias
● Sindrome do Pânico
● Obesidade

- Portugês 

- Espanhol 

Sou médica com formação em conceituadas Universidades Brasileiras.

- Formada pela Universidade Federal de Pernambuco UFPE.

- Internato na Unicamp Campinas -SP.

- Especialidade em Pediatria pela Sociedade Médica de São Paulo.

- Especialidade em Homeopatia pela Sociedade Brasileira de Homeopatia.

Formação

Doenças Tratadas

Tatuí, SP

Pediatria

 

O termo Pediatria deriva da palavra grega paidós que significa criança ou infante e iatrós curandeiro ou doutor, seria portanto o curandeiro, o doutor das crianças.

A Pediatria nasce na Suiça em 1722, com o médico Theodore Zwinger, professor da Faculdade de Medicina de Basileia, quando notou que os sinais e sintomas eram diferentes quanto à sua forma e conteúdo, nas crianças e nos adultos. Ele percebeu que a criança não era "miniatura de adulto" e sim, um ser em formação!

A Sociedade Brasileira de Pediatria foi fundada no rio de Janeiro, pelo Dr. Fernandes Figueira, em 27 de julho de 1910, data em que é comemorado o dia do Pediatra.

As características desta especialidade são pautadas pelo Amor, pois atravéz do amor entre dois seres nasce um novo ser para perpetuaçao. Do amor aos infantes, nasce o desejo de um médico formado optar pela Pediatria.

Acredito que a pediatria nos dá a nós, médicos, uma alegria dupla ao ver o nascimento de um bebê e a felicidade dos pais; e, ao acompanhar esse bebê crescendo e se transformando em uma criança, um adolescente, enfim, em um adulto cidadão formado para o futuro. 

Nós pediatras, responsáveis pela saúde do seu bem mais valioso, temos a responsabilidade de preservar a saúde física, mental, emocional e social das crianças. Nós, como "curandeiros", doutores de seus filhos, temos a obrigação de resguardar a saúde como um todo, não só de prevenção de doenças, de orientações alimentares, do sono, dos alergenos, dos cuidados de prevençao de acidentes e toda gama de doenças genéticas familiares e hereditárias, como também nos dias atuais, resguardar a mente, conhecer a fundo esse monumento que será protegido cuidadosamente, para formar cidadãos de ética, moral e com base firme para serem lançados ao mundo que os espera de braços abertos. Protegê-los de algum ambiente hostil, onde não estejam seguros.

Tudo deverá ser pautado no amor e na esperança de que o que plantamos dará frutos, tanto aos pais como a nós pediatras!

Nada como a alegria de haver cumprido com nossa bela missão: A Pediatria!

­

Homeopatia


O termo homeopatia deriva da palavra grega "hómoios" = semelhante e "páthos" = doença. Nasce com o médico alemão Samuel Hahnemann em 1755.

No Brasil, em 4 de julho de 1980, a Homeopatia foi reconhecida como especialidade médica pelo Conselho Federal de Medicina, atravéz da resolução CFM n° 1000, e, no mesmo ano foi fundada a Associação Médica Homeopática Brasileira (AMHB).

A homeopatia preconiza o equilibrio entre o mental, o emocional e o físico, onde o sintoma seria uma reação contra a doença e a doença seria um desequilibrio da energia vital do indivíduo. Como sabemos, quando uma pessoa adoece, não raro, a doença se instala silenciosamente e o doente vai perdendo seu vigor físico ou mental, precisando por vezes pausar suas atividades laborais ou talvez prejudicando no ambiente escolar(causa emocional).

O médico formado especialista em homeopatia, ao tomar o histórico da doença do paciente que precisa relatar detalhes dos sintomas de forma abrangente, a fim de se identificar o diagnóstio e prescrever remédios diluídos em proporções específicas para cada caso.

A importância da homeopatia está nas doenças crônicas, onde é feito um tratamento contínuo com medicamentos diluídos, mas potencialmente ativos. Também em doenças psico-mentais e/ou neurológicas, onde além da medicação há uma comunicação a nível psicológico do paciente que muitas vezes será a chave, 'key not" de seu mal, para o médico utilizá-la.

A homeopatia é uma opção para um tratamento de certa forma mais natural. Uma grande quantidade de doenças se inicia a nível mental:

- alergia nervosa

- ansiedade e depressão

- enxaqueca nervosa

- urticária nervosa

- gastrite e úlcera nervosa

- psoríase

- medos, traumas, mágoas e ressentimentos

- doenças chamadas psicossomáticas

Para todos esses casos e muitos outros a homeopatia é de grande ajuda, trazendo melhora e qualidade de vida aos pacientes.

O objetivo da homeopatia é o equilibrio do ser humano como um todo, visando eliminar não somente os sintomas causados pela doença, mas eliminar a causa da mesma.

 

 

 

 

DEPOIMENTOS

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Contatos

 

­

Endereço:

Avenida Coronel Firmo Vieira de Camargo

Nº 145

Tatuí, SP

Brasil

 

Telefone:

+55 (15)9966-32330

Nome  
E-mail  
Mensagem  
Deixe sua dúvida, ou ligue:
anuncie aqui
cartão de visita digital
tenha seu site!
parcerias